Aprenda como aumentar e fidelizar seus clientes e consolidar sua marca com o storytelling

Você já viu alguma propaganda da Coca-Cola ou do Itaú? Todo acham elas bem bacanas, né? E sabe por quê? Porque, nunca ou quase nunca, eles falaram diretamente do produto ou do serviço que oferecem. Eles contam alguma história, criam uma atmosfera de alegria e felicidade e, sutilmente, falam do produto.

Isso é storytelling, e é uma excelente estratégia para atrair o seu público alvo.

Explicando storytelling

Ao pé da letra, storytelling é um termo em inglês para à ação de se contar uma história. Mas, para nós que buscamos todo os dias meios de atrair e fidelizar nossos clientes, storytelling é o que vai diferenciar você da concorrência.

Sim, storytelling é contar uma história, mas vai além disso. É contar uma história tão boa e relevante que a sua marca ou o seu produto ficará marcado na memória dos seus clientes.

Porque, veja só, momentos de intensa emoção tem maiores chances de serem lembrados com o passar do tempo.

É só pensar: você se lembra o que almoçou na quarta-feira da semana passada? É bem possível que não. Mas, você lembra do dia que seu filho nasceu? Ou do dia que o seu time ganhou um campeonato? Provavelmente, sim.

Por isso a Coca-Cola, Itaú e outras empresas fazem comerciais colocando famílias em um almoço de domingo, amigos em uma viagem, casamentos etc., porque esses são elementos que despertam em nós sentimentos fortes e identificação. Parece que tem uma pessoa falando conosco, não uma marca.

O que o storytelling pode fazer pelo seu negócio?

O esforço aqui é para construir histórias que emocionem o seu público, que criem uma conexão com eles e que sejam memoráveis. Essa última parte é de enorme importância, porque criar emoções no público alvo sempre fará com que eles se lembrem de você.

Isso serve tanto para emoções positivas quanto negativas. Porque, quem nunca teve uma péssima experiencia em um restaurante e se lembra até hoje? Ao mesmo tempo, quando temos uma boa refeição, com bom atendimento e preço bacana nunca vamos nos esquecer também.

Entre as principais funções do storytelling estão:

  • Alcançar novos clientes

Apresentar um produto ou serviço à alguém que não conhece você é um trabalho difícil. Ainda mais nos dias de hoje, onde quase todo mundo está ocupado demais para sair pesquisando empresas, e acabam utilizando as que já conhecem. E, como eu já falei, uma das principais funções do storytelling é fazer as pessoas lembrarem de você.

Com a história certa, contada do jeito certo, você nunca será esquecido.

  • Fidelização

Se você nunca for esquecido, logo estará à um passo de fidelizar esse cliente. Gere emoções positivas com o storytelling e os seus clientes sempre associarão você a coisas boas.

  • Dar uma identidade a sua marca

A forma como você escolhe contar as histórias dirá muito sobre quem é a sua marca. Sim, “quem”, porque o objetivo é falar com o seu público de igual para igual, como se fosse uma pessoa falando com outra.

  • Se destacar

Qual vídeo você acha que ficará marcado na sua memória: um comercial de 2 minutos falando sobre aspectos técnicos de um celular, ou um vídeo de pessoas animadas, curtindo um momento especial e apenas usando o celular para registrar?

Não importa o nicho que você está, a maioria dos seus concorrentes estão fazendo a primeira opção, porque não sabem o poder do storytelling. Você pode sair na frente.

  • Facilitar o entendimento dos seus clientes

Se o seu produto ou serviço exige que você dê algum tipo de instrução, por que não usar o storytelling para demonstrar?

Basta lembrar daqueles vídeos de segurança engraçadinhos que os cinemas passam antes dos filmes. Eles criam personagens e uma história inteira, em poucos minutos, para te mostrar as regras do cinema.

É divertido, não é chato e você tem maiores chances de prestar atenção e lembrar das regras do que se fosse um narrador, com uma voz monótona, ditando as regras.

Dicas para criar um bom storytelling

Não ache que essa estratégia é apenas para grandes marcas, qualquer pessoa com uma empresa e quer expandir os negócios pode fazer. Basta seguir alguns passos necessários.

1 – Tenha um personagem

Ter um personagem principal ajuda na identificação do público com a história. O ideal é que ele seja parecido com o seu público alvo.

2 – A história precisa ser completa

Deixar um gancho para continuações só funciona no cinema. Para o nosso objetivo, você precisa criar uma história completa.

Um bom exemplo são os vídeos onde pessoas contam como alcançaram o sucesso. Eles começam com o passado e as dificuldades; depois falam sobre o método, técnica, produto ou empresa que ajudou a começar a carreira e terminam falando sobre os resultados.

3 – Olho no relógio

Lembra dos vídeos de segurança do cinema que eu comentei lá em cima? Elas são um ótimo exemplo de um storytelling curto, objetivo e que conta uma história.

O seu não precisa ser tão pequeno, mas lembre-se que as pessoas tendem a perder o foco rápido. Então, sua história precisa ser muito envolvente e interessante, mas não muito longa.

4 – Emocione

Não tenha medo em colocar sentimentos na história, é ela que fará o trabalho de fixar sua marca nas pessoas. Coloque momentos emocionantes, depoimentos apaixonados, lembranças fortes e positivas que o personagem principal teve com a sua marca, risadas, choros etc.

Agora é com você, comece a pensar que boas histórias você tem para contar sobre o negócio e mãos a massa!