📷 3 Passos Simples Para Vender Muito Através de Conteúdo… Sem Precisar Aparecer Nas Câmeras

Por mais que você busque fórmulas mirabolantes para aumentar as suas vendas e ganhar dinheiro através da internet a grande verdade é que gerar conteúdo de valor ainda permanece como uma das táticas mais eficazes para isso. Conteúdo aumenta sua autoridade, gera valor para a audiência e isso faz com que as pessoas fiquem mais propensas a comprar de você.

Basta observar nos milhares de youtubers que tem por aí… eles geram uma audiência e depois começam a vender produtos relacionados ao seu nicho.

Aparecer ou não na câmera?

Porém muita gente tem verdadeiro pavor em colocar o rosto diante das câmeras. Se esse é o seu caso, não se preocupe! Isso é muito normal. E com as diversas opções que temos hoje, gravar um vídeo é completamente opcional.

“Aparecer para a minha audiência é importante?”, infelizmente, tenho que dizer que sim. Estou sendo bem honesto com você. As pessoas se conectam mais a um conteúdo quando existe uma pessoa envolvida. Afinal, somos humanos e nos conectar está em nosso DNA.

Mas, isso não quer dizer que se você não colocar seu rosto na frente das câmeras você não terá resultados. Claro que vai! Só precisa encontrar a forma certa de transmitir o conteúdo para a sua audiência.

Você tem opções

Muita gente criativa por aí tá produzindo conteúdo bom, de qualidade e sem precisar aparecer diante das câmeras. Separei uma lista com algumas boas opções.

  • Vídeo-slide: você pode separar o conteúdo e mostrar em vídeo na forma de slides. Você pode fazer isso facilmente no Powerpoint.
  • Animações: outra boa opção para quem quer apostar nos vídeos é criar vídeos em forma de animação para passar o conteúdo que você quer.
  • Podcast: apenas áudio também uma ótima opção. A popularidade dos podcast vem crescendo bastante no Brasil e apostar nele pode trazer benefícios a longo prazo para você. Para gravar basta um fone e microfone simples. Muitas pessoas até usam Skype, Hangout e YouTube para fazer a gravação e depois apenas separam o áudio.
  •  Blog: essa é antiga, mas ainda funciona. Ter um blog ligado a você com conteúdo que pode ser acessado pela sua audiência a qualquer momento é sempre muito bom para alavancar seu nome na pesquisa do Google.
  • Ebook: é bem menos difícil fazer um ebook do que você imagina. Ele não precisa ter 100 páginas, ele pode ser pequeno. Desde que a informação nele seja de qualidade, o tamanho não importa.

Tamanho do conteúdo

Decidiu que tipo de conteúdo é melhor para você? Show! Agora é preciso pensar no tamanho do conteúdo. Isso vai depender muito do seu nicho e da audiência. Alguns grupos gostam de conteúdos maiores e outros menores. É sempre bom pesquisar bem para saber o que sua audiência deseja.

Falando do tamanho do conteúdo, ele pode ser separado em três tipos:

  • Longo: conteúdos maiores são mais raros, mas são ótimos quando você quer criar um guia completo de algo ou tem uma entrevista que se estendeu demais. Eles dão mais trabalho, então é interessante eles serem feitos quando é um conteúdo especial.
  • Curto: sabe aqueles vídeos e textos com “x dicas de como…” e “x passos para…”, esse é um tipo de conteúdo curto. Eles passam o conteúdo de forma rápida e dinâmica.
  • Pedaços: você pode separar uma pauta em várias ou repartir um conteúdo longo e transformar em uma série de vídeos ou episódios de podcast, por exemplo.

Como ter ideias de temas para conteúdo

Essa é a parte mais trabalhosa, porque você precisará estar constantemente procurando novos e interessantes conteúdos para o seu nicho. 

  • Google: clichê, eu sei. Mas o Google ainda é o maior site de busca que existe. Para tentar encontrar temas para conteúdo, você pode pegar algumas palavras-chave do seu nicho, escrever na barra de pesquisa e ver as sugestões que o próprio Google que te dá. Elas aparecem como sugestão porque são os termos mais pesquisados, você pode encontrar conteúdos quentes aí.
  • YouTube: procure e acompanhe canais com a mesma temática do seu nicho e veja os vídeos com mais likes e visualizações. Isso vai te dar uma noção sobre os temas que mais interessam a seu nicho.
  • Grupos de Facebook: participar de grupos com o tema do seu nicho também é um ótimo jeito de descobrir do que o seu público mais gosta e criar conteúdo em torno disso.

Dica extra para a criação de conteúdo

Existem alguns detalhes sobre criação de conteúdos que você precisa estar atento.

  • Divulgação: Não importa o tipo de conteúdo que você escolher, é sempre importante divulgar o que criou em diferentes mídias, como site (se você tiver um), Facebook, Instagram, grupos de WhatsApp e Telegram (se eles forem de temas no seu nicho).
  • Atenção especial ao título: o título é a primeira coisa que as pessoas verão sobre o seu conteúdo. Então, ele precisa ser atraente, passar com precisão do que se trata e não ser muito longo. Algumas sugestões boas são:
    • “como fazer…
    • “Como + benefício (ganhar dinheiro na internet) + sem alguma dor (sem gastar com tráfego)”
    • “ 8 dicas de como …”
    • “5 passos para… ”
    • “7 coisas que você nunca deve fazer se…”
    • “Título com história “ela comia muito carboidrato e conseguiu perder peso rápido”.
  • Storytelling: já falei aqui no blog sobre isso, você pode ler clicando aqui. Basicamente, storytelling é a prática de criar uma história que comova seu público e ajude a vender o seu produto. Você pode usar o storytelling para uma entrevista com um cliente satisfeito e transformar em podcast, pode contar sua própria história de superação em forma de ebook, pode criar um vídeo animado contando a história de personagem fictício com os mesmos problemas que o seu público-alvo e introduzir o seu produto de forma natural.

E aí, preparado para começar o seu próprio conteúdo? Espero que sim. Se ficou alguma dúvida, deixa aí nos comentários.